Livro de capa dura

Grécia reabre fronteiras para viajantes do Brasil.


A Grécia suspendeu ontem (7) as restrições de entrada no país. Agora, cidadãos do mundo todo – incluindo o Brasil – poderão viajar a Turismo. Para entrar, é necessário estar completamente vacinado contra a covid-19.


As seguintes vacinas são aceitas: Pfizer, Moderna, AstraZeneca/Oxford (Vaxzevria/Covishield), Janssen, Sinovac/Coronavac, Sputnik, Convidencia, Sinopharm e Covaxin.


Juntamente com o certificado de vacinação, os turistas precisarão apresentar um resultado negativo de um teste PCR realizado dentro de 72 horas antes do embarque ou teste rápido (antígeno) feito em até 24 horas antes da chegada, assim como comprovar um seguro saúde com cobertura para a covid-19.


Além disso, os viajantes também deverão preencher um formulário digital antes de embarcar, com informações pessoais e sobre a viagem em si. Ao final do preenchimento, um QR Code será enviado para o e-mail e este será apresentado na chegada à Grécia.


Vale ressaltar que todos os turistas que chegam ao país podem estar sujeitos a teste molecular obrigatório aleatório (PCR) ou teste rápido de antígeno. Em caso de recusa, as autoridades reservam-se o direito de negar a entrada. A seleção é feita por meio de um sistema de amostragem direcionada com a aplicação de um algoritmo sanitário para a melhor observação e blindagem epidemiológica do país, utilizado desde o verão de 2020.


EM CASO DE RESULTADO POSITIVO

Se a testagem obrigatória aleatória na chegada na Grécia der positiva, o visitante terá de fazer uma quarentena de cinco dias sob supervisão em casa ou em uma residência temporária designada pelas autoridades competentes. O período de isolamento começa no dia seguinte ao diagnóstico positivo. Após os cinco dias, se os sintomas tiverem diminuído e os viajantes estiverem sem febre por 24 horas sem o uso de antitérmicos, eles são liberados da quarentena.


Caso a febre persista, os turistas permanecem em isolamento até que desapareça completamente. Estas pessoas deverão usar máscara respiratória de alta proteção (FFP2 ou N95) ou uma combinação de duas máscaras por pelo menos cinco dias após a liberação da quarentena.


Fonte Original: Panrotas - 08/02/2022 15:23 | Beatrice Teizen

0 visualização0 comentário