Livro de capa dura

Israel começará a reabrir para estrangeiros em 9 de janeiro.


Israel vai admitir estrangeiros vacinados ou recuperados da covid-19 de países considerados de risco médio na próxima semana, revertendo parcialmente uma proibição imposta no final de novembro em resposta à variante ômicron, que vem se espalhando rapidamente. As informações são da Reuters.


Segundo o Ministério da Saúde, a partir de 9 de janeiro, viajantes de 199 países "laranja" serão admitidos se comprovarem que estão vacinados ou se recuperaram da doença. O Brasil está, atualmente, nesta lista laranja. Com isso, brasileiros devem, ao chegar no país, ficar isolados até que recebam o resultado negativo de um teste PCR, que precisa ser realizado no terceiro dia após a entrada em Israel.


A lista inclui outros países, como Austrália, Itália e Irlanda. O ministério recomendou que a África do Sul, Nigéria, Espanha, Portugal, França e Canadá, entre os 16 países listados como "vermelho" ou de alto risco para covid-19, fossem classificados como "laranja".


Já Estados Unidos, Grã-Bretanha, Emirados Árabes Unidos, Etiópia, Tanzânia, México, Suíça e Turquia continuam na lista vermelha. Os visitantes desses países precisam de permissão especial antecipada de um comitê israelense para entrar.


Israel também reduziu os períodos de auto-isolamento de precaução para pessoas que foram expostas a infectados pela covid-19, preocupados que a quarentena em massa pudesse paralisar a economia.


Fonte Original: Panrotas - 04/01/2022 10:55 | Beatrice Teizen

0 visualização0 comentário