top of page
Livro de capa dura

MSC Euribia conclui com sucesso testes de navegação.

Navio será oficialmente nomeado no dia 08 de junho em Copenhague, na Dinamarca.

O navio traz em seu casco um afresco pintado pelo artista gráfico alemão Alex Flãmig.


O MSC Euribia, segundo navio da frota da MSC Cruzeiros movido a gás natural liquefeito (GNL), completou, com sucesso, os seus testes de sistemas intensivos de águas profundas com duração de quatro dias no Oceano Atlântico. Agora, o navio receberá seus toques finais no estaleiro Chantiers de l'Atlantique, em Saint Nazaire, na França, antes de ser oficialmente entregue.


O MSC Euribia será o 22º navio a juntar-se à frota da MSC Cruzeiros e terá capacidade para acomodar até 6.327 passageiros. O navio será oficialmente nomeado no dia 8 de junho em Copenhage, na Dinamarca, antes de iniciar a sua temporada inaugural no Norte da Europa, partindo do seu porto principal, em Kiel, na Alemanha.


A embarcação contará com tecnologia marítima avançada, bem como o GNL - um dos combustíveis marítimos mais limpos disponíveis em escala - para minimizar o seu impacto ambiental. Ele também apresentará uma nova silhueta com um afresco personalizado exclusivo pintado em seu exterior, que celebra o compromisso da armadora em proteger e preservar o ambiente marinho. Concebida pelo artista gráfico alemão Alex Flämig após um concurso internacional, a obra de arte no casco, recentemente concluída, visa estimular o debate sobre a importância de proteger o ecossistema dos oceanos.


A embarcação recebeu o nome da antiga deusa Eurybia, que utilizou os ventos, o clima e as constelações para dominar os mares, ilustrando a visão do navio em implantar soluções sustentáveis avançadas para fazer o mesmo. Projetada com uma paleta de cores inspirada no oceano, a obra-prima visual de Flämig intitulada “#SavetheSea” é uma representação da dedicação contínua da MSC Cruzeiros ao mar e o compromisso de atingir zero emissões líquidas até 2050.


NAVIO SUSTENTÁVEL

O GNL é um dos combustíveis marítimos mais limpos do mundo disponíveis em escala e deve desempenhar um papel fundamental na transição para a descarbonização do transporte marítimo internacional. Ele reduz substancialmente as emissões locais de poluentes atmosféricos, como óxidos de enxofre em até 99% e óxidos de nitrogênio em até 85%. O GNL também desempenha um papel fundamental na mitigação das mudanças climáticas, pois oferece uma redução de até 20% nas emissões de gases de efeito estufa e está abrindo caminho para a adoção de combustíveis não fósseis sustentáveis, como o bio-GNL e o GNL sintético.


À medida que os combustíveis bio e sintéticos se tornarem disponíveis, as emissões do MSC Euribia serão ainda mais reduzidas. O GNL é fundamental para o desenvolvimento de soluções de baixo carbono para transporte marítimo, pois tecnologias emergentes, como células de combustível, podem ser operadas com GNL até que o bio-GNL, com emissões zero, ou o hidrogênio verde, estejam disponíveis em escala. A MSC Cruzeiros está ativamente envolvida em vários projetos para desenvolver e viabilizar essas tecnologias em parceria com reguladores, academia, estaleiros e indústria.


O navio também contará com conectividade de energia proveniente de terra para reduzir as emissões de carbono no porto, os sistemas de tratamento de águas residuais mais avançados projetados de acordo com o órgão marítimo das Nações Unidas, a Organização Marítima Internacional, reciclagem abrangente de resíduos, sistema de gerenciamento de ruído irradiado subaquático para ajudar a limitar a perturbação da vida marinha e uma gama abrangente de equipamentos de eficiência energética a bordo para otimizar o uso do motor e as necessidades de energia de hotelaria para reduzir ainda mais as emissões.


O MSC Euribia começará a sua temporada inaugural no Norte da Europa em junho de ano, oferecendo viagens de 7 noites de Kiel, Alemanha, e Copenhague, Dinamarca, para os cativantes fiordes noruegueses, incluindo Geiranger, Ålesund e Flaam.


13 visualizações0 comentário
bottom of page